Mundo

Reino Unido proíbe ensino de ideologia de gênero nas escolas

Ao anunciar a orientação, Sunak disse: “Os pais confiam, com razão, que quando mandam os seus filhos para a escola, estes serão mantidos em segurança e não serão expostos a conteúdos perturbadores e impróprios para a sua idade”.

O governo do Reino Unido divulgou novas regras para a área de educação, proibindo as escolas de darem aulas sobre identidade de gênero. As diretrizes adotadas pelo Ministério da Educação também vetam lições sobre educação sexual para menores de nove anos.

Ao fazer o anúncio, o primeiro-ministro conservador Rishi Sunak disse que a nova orientação garante que as crianças não serão “expostas a conteúdos perturbadores”.

Segundo o governo, há vários relatos no país de “materiais perturbadores sendo usados nas aulas de Educação sobre Relacionamento, Sexo e Saúde” nas escolas.

A ministra da Educação, Gillian Keegan, disse que as orientações do governo sobre a educação sexual visam impedir a propagação da “ideologia de gênero” que “ignora o sexo biológico” em algumas escolas.

O sexo biológico é a base do relacionamento, do sexo e da educação para a saúde – e não essas opiniões contestadas”, disse ela.

A contestada teoria da identidade de gênero não será ensinada (nas escolas)”, diz a nova regra governamental.

O governo afirmou que era correto adotar uma “abordagem cautelosa”, acrescentando que deveriam ser evitados materiais de ensino que “apresentam pontos de vista contestados como fatos – incluindo a visão de que o gênero é um espectro”.

O governo britânico também está reforçando as regras para facilitar o acesso dos pais aos materiais didáticos das escolas, para verem o que os seus filhos estão aprendendo.

Ao anunciar a orientação, Sunak disse: “Os pais confiam, com razão, que quando mandam os seus filhos para a escola, estes serão mantidos em segurança e não serão expostos a conteúdos perturbadores e impróprios para a sua idade”.

A nova orientação foi motivada por um pedido dos professores “para fornecer mais clareza” sobre a educação sexual adequada à idade, em meio a relatos de que havia “materiais de grupos de campanha ou grupos de lobby” sendo usados nas salas de aula.

fonte: didigalvao

Charles Maia

Site de noticia dinâmico e social. Trabalhos do dia a dia de nossa sociedade. Contando histórias de sucesso de povo sertanejos e trajetórias de orgulho de homens e mulheres que tanto contribuíram para o nosso crescimento e conhecimento.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo