Brasil

Torre de energia eólica da Neoenergia desaba e fica totalmente destruída em município do RN

Não é a primeira vez que uma torre de energia eólica desaba no RN. Mas apesar do incidente, ninguém ficou ferido    

Durante a tarde do último domingo de janeiro (30), uma torre de produção de energia eólica desabou em um parque eólico situado no município de Rio do Fogo, no Litoral Norte, RN. O caso ocorreu no parque eólico Arizona, que faz parte do grupo Neoenergia.

Neoenergia se pronuncia a respeito da queda da torre de produção de energia eólica no RN

De acordo com nota da companhia, após a confirmação do incidente, já está sendo apurado as possíveis causas do desabamento da torre de produção de energia eólica.

A companhia disse ainda que apesar do incidente que ocorreu por volta das 12h30 do domingo (30), não houve nenhum ferido, apenas danos materiais à Neoenergia e transtornos no fornecimento de energia, que rapidamente foram resolvidos.

Os porta-vozes da Neoenergia concluíram, em nota, informando que a operação de todas as outras torres de energia eólica do parque serão mantidas plenamente, sem causar mais transtornos no fornecimento de energia na região de Rio do Fogo, RN.

RN e sua relação com a geração de energia renovável

O Rio Grande do Norte é atualmente o maior produtor de energia eólica do país, ficando à frente da Bahia, Ceará e Piauí. O RN conta com mais de 2,5 mil torres de energia eólica instaladas em parques no estado, de acordo com o levantamento feito pelo Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (Cerne), em setembro de 2021. Ao todo, são 200 parques em operação no Estado e encerrou o ano de 2021 com mais de 4,2 mil empregos gerados no RN.

Casos semelhantes envolvendo incidentes com torres e turbina eólicas

Em setembro de 2019, na cidade de Paulino Neves, interior do Maranhão, um acidente também envolvendo o desabamento de uma torre de energia eólica, deixou um funcionário da Omega Geração ferido. Na época, haviam três funcionários realizando manutenção nas torres de energia eólica do parque Delta 6, quando uma das torres – cujo colaborador estava realizando manutenção na nacelle, um compartimento que fica instalado no alto da torre – desabou.

A GE, fabricante do aerogerador do parque eólico Delta 6, em Paulino Neves/MA, por meio de nota relatou que iria instaurar um plano emergencial de inspeção de todas as torres de energia eólica do parque, para melhor analisar o ocorrido e tomar novas medidas de prevenção de acidentes e melhorar a segurança de seus colaboradores, cujo serviço e mão de obra é de extrema importância.

De volta ao Rio Grande do Norte, em fevereiro do ano passado (2021), dois incidentes ocorreram no parque eólico Rei dos Ventos, que havia sido recentemente adquirido na época pela empresa AES Brasil. Junto à GE, também responsável pelas torres de energia eólica do parque e a empresa francesa Alstom, fornecedora de algumas torres operantes em Rei dos Ventos, o caso passou a ser investigado para entender o ocorrido, por suspeita de sabotagem.

Na época, as imagens do acidente que rolaram nas redes sociais e nos jornais mostravam que um dos equipamentos estava totalmente incendiado, enquanto parte da turbina do outro simplesmente despencou da torre onde havia sido montada. Apesar dos respectivos incidentes, nenhum colaborador da AES Brasil que trabalhavam no parque eólico Rei dos Ventos, ficou ferido.  

fonte: Click Petróleo e Gás

Charles Maia

Site de noticia dinâmico e social. Trabalhos do dia a dia de nossa sociedade. Contando histórias de sucesso de povo sertanejos e trajetórias de orgulho de homens e mulheres que tanto contribuíram para o nosso crescimento e conhecimento.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo