EleiçõesPolítica

Tem campanha que o prefeito ajuda quando está longe do candidato

A história tem mostrado que em cada eleição há uma particularidade, como por exemplo, o candidato pedir ao prefeito para não chegar perto dele. Em outros casos o prefeito aparece mais que o próprio candidato, isso devido a sua boa gestão e alta aceitação popular. Casos dessa natureza são comuns no Sertão de Pernambuco, revisitando o passado e chegando ao histórico das eleições municipais encontramos ao menos um registro semelhante.

Nas eleições de Petrolina em 1996 o então prefeito Fernando Bezerra Coelho, apareceu muito mais que seu candidato, Diniz Cavalcanti. Tanto que o adversário Guilherme Coelho, ficou incomodado com tudo aquilo e pediu para o então prefeito deixar o candidato caminhar com as próprias pernas. Mesmo com a presença massiva de FBC na campanha, não deu para Diniz e Guilherme terminou vencendo.

Só que em 2000 aconteceu o contrário de 1996 em Petrolina, Guilherme fez uma péssima administração e não quis se quer concorrer à reeleição. O candidato do grupo foi seu primo Luiz Eduardo Coelho, que disputaria com o primo dos dois, o ex-prefeito Fernando Bezerra Coelho. Fernando fez uma campanha mostrando os feitos da sua gestão anterior, já Luiz Eduardo preferiu não aparecer ao lado de Guilherme.

Em Cabrobó e Belém do São Francisco, fatos semelhantes aconteceram na eleição passada. O candidato em Belém, Professor Evanílson Maia fez uma campanha sem a presença do prefeito Licínio Lustosa, a gestão de Licínio foi tão ruim que nem ele quis disputar à reeleição e em nada ajudou o candidato. Em Cabrobó foi ao contrário, a gestão de Marcílio não foi tão ruim assim. No entanto o prefeito era muito rejeitado, e o candidato com apoio da gestão ganhou, Galego foi eleito prefeito de Cabrobó.

Na região do Vale dos quatro municípios que integram o Conrio (Consórcio Intermunicipal do Vale do São Francisco), apenas dois tem prefeito em primeiro mandato e vão tentar à reeleição. Já outros dois que são, Orocó e Lagoa Grande, estão com gestores no segundo mandato. Lagoa Grande o prefeito Vilmar Cappellaro está muito bem, tanto que são muitos os que esperam ser seu ungido. Já em Orocó o prefeito anda muito ausente, o escolhido para ser candidato da atual gestão vai preferir que as coisas continuem assim, sem ele aparecer.

Charles Maia

Site de noticia dinâmico e social. Trabalhos do dia a dia de nossa sociedade. Contando histórias de sucesso de povo sertanejos e trajetórias de orgulho de homens e mulheres que tanto contribuíram para o nosso crescimento e conhecimento.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo