Brasil

Traficantes proíbem restaurante de vender refeições para policiais na Grande Natal

Uma família que vendia refeições em seu pequeno restaurante em um bairro da capital potiguar foi proibida pelos traficantes da região de vender refeições para agentes de segurança pública.

As informações chegaram ao portal Via Certa Natal e dão conta de que caso as refeições continuassem a serem fornecidas aos policiais, os donos do estabelecimento seriam expulsos do bairro ou pagariam com a própria vida.

Os policiais que fizeram a denúncia pediram para que o restaurante e seus proprietários não fossem identificados como também o bairro nem a região onde fica o estabelecimento.

No final do ano passado em dezoito de novembro o dono de um restaurante e sua filha foram mortos em São Gonçalo do Amarante por venderem quentinhas a policiais na região. Na ocasião a esposa do próprietário também foi atingida pelos disparos, mas sobreviveu.

O restaurante teve que fechar as portas.

Fonte: Via Certa Natal

Charles Maia

Site de noticia dinâmico e social. Trabalhos do dia a dia de nossa sociedade. Contando histórias de sucesso de povo sertanejos e trajetórias de orgulho de homens e mulheres que tanto contribuíram para o nosso crescimento e conhecimento.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo