Economia

Microcrédito da CAIXA será liberado para 40 milhões de brasileiros

A Caixa Econômica Federal em parceria com o governo federal irá liberar microcréditos para microempreendedores e pessoas físicas.

Microcrédito (o nome já indica do que se trata), é um empréstimo de valor baixo, geralmente emprestado a pequenos empreendedores ou pessoas físicas. É importante destacar que as regras que englobam o microcrédito são geridas pelo Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), mas quem o oferece são instituições financeiras do país, como a Caixa Econômica Federal.

Nesse sentido, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, acredita que a nova modalidade de microcrédito voltada para pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs), anunciada pelo governo federal no dia 17, pode alcançar 40 milhões de cidadãos.

Em entrevista, o presidente da Caixa disse que, “o potencial dessa oferta de crédito está ao redor de 40 milhões de pessoas. Nós esperamos que de 5 a 10 milhões de pessoas tomem algum tipo crédito nos próximos meses. Em termos de volume financeiro, poderemos ter até R$10 bilhões no total da operação em seis meses”.

Para as pessoas físicas, o empréstimo será no valor de mil reais, com taxa mensal de 1,95%, podendo ser parcelado em até 2 anos. Já para os MEIs, o valor é de até três mil reais, com taxas mensais de 1,99% com o mesmo tempo de parcelamento. O microcrédito será liberado para pessoas físicas no dia 28 de março de 2022 pelo aplicativo Caixa Tem. No que tange os MEIs, esse processo deverá ser feito em uma agência da Caixa, podendo participar aqueles que recebem uma renda bruta anual de até R$360 mil.

De acordo com Guimarães, “a maioria dessas pessoas, exatamente por ser negativada, estar fora do sistema financeiro tradicional, toma dinheiro emprestado com agiotas. E, normalmente, pagam juros entre 15% e 20% ao mês. Queremos quebrar esse ciclo de juros exorbitantes, passando disso a algo a partir de 1,95%. Isso vai gerar um efeito renda muito grande”.

O presidente da Caixa foi questionado se efetivamente valeria a pena aderir o microcrédito estando negativado, ele respondeu: “essa taxa de 1,95% ao mês no crédito pessoal dificilmente você vai ter. Isso chega a ser menor até do que algum tipo de consignado. O microcrédito sem o fundo garantidor é ao redor de 3,9% ao mês”.

Fonte: Caixa Econômica Federal

Charles Maia

Site de noticia dinâmico e social. Trabalhos do dia a dia de nossa sociedade. Contando histórias de sucesso de povo sertanejos e trajetórias de orgulho de homens e mulheres que tanto contribuíram para o nosso crescimento e conhecimento.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo