EconomiaFinanças

Aumento do salário mínimo eleva contribuição ao INSS: veja as tabelas

O aumento do salário mínimo de R$ 1.100 para R$ 1.212, em vigor desde o dia 1 de janeiro, alterou as contribuições ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Assim, os valores pagos ao INSS subiram 10,18% em relação a 2021 e começam a ser aplicados a partir de fevereiro, com exceção feita aos Microempreendedores Individuais (MEIs).

Com a reforma da Previdência, sancionada em novembro de 2019, as alíquotas passaram a ser calculadas de forma progressiva: são aplicadas por faixa salarial até o teto.

Confira os valores:

– Até um salário mínimo (R$ 1.212): 7,5%.
– De R$ 1.212 até R$ 2.203,45: 9%;
– De R$ 2.203,49 até R$ 3.305,22: 12%;
– A partir de R$ 3.305,23: 14%;

Tabela para contribuinte individual facultativo e MEI

– Contribuição de 20%: R$ 242,40;
– Contribuição de 11%: R$ 133.32;
– Contribuição facultativa de baixa renda de 5%: R$ 60,60.

Fonte: istoedinheiro

Charles Maia

Site de noticia dinâmico e social. Trabalhos do dia a dia de nossa sociedade. Contando histórias de sucesso de povo sertanejos e trajetórias de orgulho de homens e mulheres que tanto contribuíram para o nosso crescimento e conhecimento.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo