Saúde

Após intoxicação por causa de merenda escolar, aluno ‘chama’ governador para almoço: ‘Saia da picanha’

A instituição tem 490 alunos e recebe a merenda produzida pela General Goods, uma empresa terceirizada.

Um dia após mais de 60 alunos passarem mal pro causa da merenda oferecida no colégio no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, estudantes protestaram e exigiram mudança na alimentação, nesta quinta-feira (31). Os alunos que participaram da manifestação afirmaram que o problema da alimentação na escola técnica ocorre há algum tempo.

Um dos dos adolescentes, mandou recado ao governador durante entrevista à TV Globo Nordeste: “Paulo Câmara, saia da picanha e venha comer a galinha da ETE”, disse Eduardo Gabriel se referindo à Escola Técnica Estadual Luiz Alves Lacerda.

O adolescente, que “convidou” o governador, afirmou que já teve intoxicação alimentar e foi levado para o hospital. “Eu passei cinco dias em um hospital no Recife. Tomei muitos remédios e injeções”, disse.

A intoxicação alimentar ocorreu na quarta (30), depois do almoço. Onze jovens deram entrada no Hospital Mendo Sampaio, também no Cabo, e receberam alta no início da noite. 

A Vigilância Sanitária fez uma inspeção na escola. A instituição tem 490 alunos e recebe a merenda produzida pela General Goods, uma empresa terceirizada. O prato que teria provocado a intoxicação alimentar foi um estrogonofe de frango servido na merenda do almoço.

Segundo a empresa, ela “está reforçando os procedimentos de segurança alimentar na unidade escolar”. Afirmou também que está no mercado há 30 anos e que serve 100 mil refeições por dia em Pernambuco e no Rio de Janeiro, para clientes públicos e privados.

De acordo com a Gerência Regional de Educação Metropolitana Sul, responsável pelo colégio, uma equipe de nutricionistas foi enviada ao colégio para analisar a qualidade da comida servida na quarta.

Segundo o Governo Estadual, um laudo microbiológico da refeição servida na quarta é aguardado para que seja identificado o que de fato aconteceu. Por meio de nota, a Secretaria de Educação e Esportes do Estado informou que a unidade tem equipe de oito nutricionistas responsáveis pela alimentação.

Esses profissionais, afirmou o estado, fazem visitas técnicas de inspeção sanitária e acompanhamento do andamento do processo de alimentação e nutrição no ambiente da escola.

“O cardápio das refeições servidas na escola integral é criado pela equipe de nutricionistas da Secretaria de forma balanceada, e que respeita todas as recomendações nutricionais de acordo com a faixa etária de cada turma”, acrescentou.

Charles Maia

Site de noticia dinâmico e social. Trabalhos do dia a dia de nossa sociedade. Contando histórias de sucesso de povo sertanejos e trajetórias de orgulho de homens e mulheres que tanto contribuíram para o nosso crescimento e conhecimento.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo