Economia

A imprensa internacional está fazendo uma confusão com o investimento de Warren Buffett no Nubank (NUBR33)

O investimento do bilionário Warren Buffett no brasileiro Nubank (NUBR33) virou destaque na imprensa internacional nesta semana. Mas pelos motivos errados.

A Berkshire Hathaway, holding que concentra os investimentos de Buffett, fez um primeiro investimento no Nubank em junho no ano passado.

O “Oráculo de Omaha” aparentemente gostou do que viu e então aumentou a posição na oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) do banco digital, em dezembro.

No fim do ano passado, Buffett mantinha o equivalente a US$ 1 bilhão (R$ 5,17 bilhões, no câmbio atual) em ações do Nubank, listadas na Bolsa de Nova York (Nyse). O banco digital também possui recibos de ações (BDRs) na B3, negociados com o código NUBR33.

Nubank, um banco “cripto-friendly”?

Se o aporte de Warren Buffett no Nubank não chega a ser uma novidade para nós, a divulgação da participação da Berkshire Hathaway no banco digital brasileiro em documentos oficiais nesta semana chamou a atenção no exterior.

O problema foi a forma como o investimento foi tratado nas reportagens sobre o tema. Uma parte da imprensa internacional considerou o aporte no Nubank como uma aposta de Buffett no mundo das criptomoedas.

Sim, logo o bilionário, que já chamou o bitcoin e as demais moedas digitais de “veneno de rato”. O problema é que ligação do Nubank com o mundo das criptomoedas é muito distante — para dizer o mínimo.

A justificativa para tratar o Nubank como um banco “cripto-friendly” veio do fato de a NuInvest, a plataforma de investimentos do banco, permitir a negociação dos fundos de índice (ETFs) de criptomoedas listados na B3. Assim como qualquer corretora brasileira, aliás.

Mal comparando, seria como afirmar que Buffett é um apoiador da carreira internacional da cantora Anitta apenas por ela fazer parte do conselho do Nubank.

Enquanto a imprensa internacional tenta descobrir o que faz a tal empresa do cartão de crédito roxo, as ações do Nubank (NU) eram negociadas hoje em forte alta de 7,79% na Nyse, cotadas a US$ 9,73.

Apesar da alta, as cotações estão apenas um pouco acima do preço do IPO. Aqui na B3, os BDRs NUBR33 — que valem um sexto da ação em Nova York — subiam 8,19%, a R$ 8,32.

fonte:  Seu Dinheiro 

Charles Maia

Site de noticia dinâmico e social. Trabalhos do dia a dia de nossa sociedade. Contando histórias de sucesso de povo sertanejos e trajetórias de orgulho de homens e mulheres que tanto contribuíram para o nosso crescimento e conhecimento.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo